A operação ocorreu no perímetro da Feira da Ceasa e resultou no cumprimento de dois mandados de prisão e na recaptura de um foragido.

O portal Estadão realizou uma investigação sobre imagens divulgadas como sendo do Marajó e concluiu que a associação é enganosa.