A decisão judicial veio ao encontro do desejo da população de Ananindeua, onde na manhã desta segunda-feira (08) ocorreu uma manifestação em frente ao Pronto Socorro, onde os presentes expuseram faixas e cartazes pedindo que o hospital fosse reaberto e cobraram respeito por parte do governador Helder Barbalho (MDB), apontado como o principal responsável pela articulação política contra a gestão do prefeito Dr Daniel Santos (PSB), que deixou o MDB recentemente e depois disso vem tendo que enfrentar uma série de retaliações.

Além de manter um dos índices de aprovação mais altos entre os prefeitos mais bem avaliados do Pará, Dr. Daniel Santos permanece como um dos pré-candidatos com maiores condições de ser reeleito com ampla vantagem sobre os demais concorrentes.

Com diversas irregularidades nos mandatos dos ex-prefeitos do MDB de Monte Alegre, os crimes eleitorais cometidos por eles fez com a Justiça Eleitoral determinasse a realização de eleições suplementares no município. A população foi às urnas no último domingo e deu um basta ao grupo político ligado à família do governador Helder Barbalho.

A sessão desta terça-feira (11) na ALEPA entra para a história com o discurso em forma de desabafo do deputado Érick Monteiro (PSDB) que detonou de uma só vez, o PSB e o governador Helder Barbalho (MDB), chamando-os de traidores e dizendo que se envergonha deles.

Segunda pesquisa da DOXA registrada no T.R.E mostra supremacia eleitoral do atual prefeito de Ananindeua, Dr. Daniel Santos (PSB), que aparece na pesquisa com 80,1% de intenções de voto. Além disso, a aprovação de seu governo chega a 90,2%. Os outros sete pré-candidatos que aparecem na pesquisa, juntos somam pouco mais de 6% da intenção de voto. Antônio Doido (MDB) é o mais rejeitado, com 39,5% de rejeição entre os eleitores de Ananindeua.

Nesta sexta-feira (17) noticiamos que o Pará teve redução no número de pessoas não alfabetizadas, conforme apontou o IBGE. Entre os municípios que contribuíram para essa melhoria, destaca-se Ananindeua, o que mais reduziu o número de pessoas analfabetas no Pará. A informação foi publicada pelas redes sociais do prefeito.

A prefeitura de Ananindeua recebeu pelo segundo ano consecutivo, a nota máxima (A) no índice de análise da capacidade de pagamento (PAGAG), que apura a situação fiscal dos estados e municípios brasileiros. Já o governo do estado do Pará recebeu nota B.

Em seu último ato de hostilização política, Helder revelou que o governador do Pará está longe de ser um estadista. Empenhado em revelar sua verdadeira face autoritária, ele foi até Ananindeua, nesta sexta-feira (10), anunciar a Ordem de Serviço para a construção de dois viadutos no município e não convidou o prefeito e nem sua esposa, Alessandra Haber (MDB), a deputada federal mais votada nas últimas eleições de Ananindeua e do Pará, em 2022 e que faz parte do partido que é controlado pela família Barbalho.

Durante a assinatura da ordem de serviço para a construção de uma ponte sobre o Rio Guamá, na PA-127, no município de São Domingos do Capim, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), fez uma declaração que gerou polêmica e está dando o que falar nas redes sociais. Em um palco montado para o anúncio, com a presença de diversos políticos aliados, Barbalho afirmou, em tom agressivo, que "depois de deixar o poder, não poderá deixar o estado na mão de um aventureiro".