Governo federal tem plano B caso Belém não dê conta de sediar a COP-30, diz jornalista

Segundo o jornalista Guilherme Amado, do Portal Metrópoles, há ligados ao governo federal trabalhando com a hipótese de levar o evento para o Rio de Janeiro, caso fique constatado que Belém não consiga atender a demanda de visitantes diante da falta de infraestrutura na rede hoteleira.

O governo federal tem um plano B, caso Belém não consiga ficar pronta para sediar a COP-30, em 2025.

Segundo o jornalista Guilherme Amado, do Portal Metrópoles, há ligados ao governo federal trabalhando com a hipótese de levar o evento para o Rio de Janeiro, caso fique constatado que Belém não consiga atender a demanda de visitantes diante da falta de infraestrutura na rede hoteleira.

Quando Lula (PT), antes mesmo de assumir o terceiro mandato, lançou Belém como candidata a sediar o evento, a notícia foi comemorada, mas também gerou preocupação, que foram minimizadas pelo governador Helder Barbalho (MDB) e pelo prefeito Edmilson Rodrigues (Psol).

Nas redes sociais, internautas apontam os diversos problemas enfrentados pela capital paraense, que vão além da rede hoteleira.

Leia também: