NOA apresenta a Semas projeto de ampliação do Aeroporto Internacional de Belém

A empresa Norte da Amazônia Airports (NOA) anunciou, em abril, um investimento de R$ 450 milhões para modernizar o espaço visando a COP 30

Representantes da Semas e do Aeroporto Internacional de Belém
Ascom/Semas. O local passará por ampliação e modernização

Como parte do projeto de ampliação e modernização do Aeroporto Internacional de Belém, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará (Semas) se reuniu com representantes da empresa Norte da Amazônia Airports (NOA), concessionária que administra o aeroporto desde setembro de 2023.

A reunião ocorreu na manhã de quarta-feira (3), no interior do espaço, onde foram apresentados os projetos de ampliação, atendendo às normas ambientais vigentes.

Em abril, o Governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), reuniram-se com os representantes da NOA. Na ocasião, foi anunciado pela concessionária um investimento de R$ 450 milhões para modernizar o espaço, visando a realização da 30ª edição da Conferência das Partes sobre o Clima, o maior evento de debate político ambiental do planeta.

Rodolpho Zahluth Bastos, secretário adjunto de Gestão e Regularidade da Semas, destaca que a reunião faz parte de um trabalho coletivo dos órgãos estaduais acerca da infraestrutura e a logística para o melhor recebimento dos visitantes que virão ao Pará em 2025, para a COP 30.

“A NOA pretende fazer uma ampliação no aeroporto de Belém, tanto lado ar quanto no lado terra. Então, nós viemos ver quais são essas adaptações e como isso se qualifica no licenciamento ambiental. A preocupação da NOA também é que tudo esteja conforme as normas ambientais, e viemos trabalhar essa questão hoje. É muito importante esse trabalho que a Semas e outros órgãos estaduais têm efetuado, trabalhando junto à infraestrutura da COP 30″, afirma Rodolpho.

O superintendente do Aeroporto Internacional de Belém, Rodrigo Garcia, comenta que foram abordadas possibilidades de alinhamento acerca de algumas etapas das obras de modernização do aeroporto, com o objetivo de atender a alguns aspectos presentes no planejamento futuro da obra, prevista para iniciar a partir do segundo semestre de 2024.

“A reunião com a Semas foi para mostrar o nosso projeto de ampliação do aeroporto visando à COP 30 e, posteriormente, às próximas atividades. Basicamente, apresentamos quais serão as áreas importantes nas quais a Semas pode ter participação e influência, para nos nortear melhor sobre nossas ações. Então, essa reunião é especialmente para alinharmos os próximos passos, atuando conforme a legislação ambiental vigente”, finaliza o superintendente.

Ao final do encontro, os representantes da Semas conheceram o espaço onde é feito o controle de manejo da fauna que circunda o aeroporto. No local, foram apresentados alguns desses animais resgatados sobrevoando o espaço de pouso e decolagem das aeronaves, que também passará por obras de ampliação e modernização.

Leia também: