O policial militar conversa com amigos em frente a um açougue no momento em que foi alvejado por um criminoso.

O criminoso teria cometido um assalto junto de um comparsa em uma movimentada via de Santarém.

Mais um crime ceifou a vida de um pai de família vítima da caça decretada por facções criminosas contra os agentes da segurança pública do Pará. Um homem até aqui não identificado foi baleado por dois homens que o abordaram perguntando se ele era Policial Militar e antes de responder, a vítima foi assassinada com tiros à queima roupa.

Segundo o inquérito da Polícia Civil, o suspeito era amigo da vítima e ambos cometiam crimes juntos na cidade.

De acordo com as investigações, os dois homens presos nesta fase da operação tinham envolvimento no roubo de um caminhão que transportava defensivos agrícolas, no nordeste do Pará.

A pesquisa foi realizada pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), nos 144 municípios do Pará. Três deles estão há mais de 800 dias sem registro de crimes violentos.