Batedores de açaí reclamaram da portaria estabelecida pela prefeitura sobre o horário de compra e venda do fruto nas feiras da cidade.